fbpx

Com o desenvolvimento da modernidade nos contextos atuais, percebemos o surgimento de diferentes modelos de negócios. Um modelo que está ganhando espaço no mercado e que tende a oferecer excelentes benefícios aos consumidores, são as startups.

No entanto, muita gente ainda confunde o conceito desse tipo de empresa e tende a associá-la com negócios comuns. Porém, uma startup possui conceitos e características peculiares. Quer saber quais são? Acompanhe nosso artigo de hoje e tire todas as suas dúvidas sobre o assunto.

Leia mais: Tendências de Marketing Digital para 2022.

Startup: conceito

Em geral, podemos definir que startups nada mais são do que empresas que estão iniciando no mercado. Elas oferecem uma abordagem mais jovem e já iniciam suas atividades profissionais com inteligência — especialmente no contexto digital. No entanto, mesmo que sejam pequenas, elas carregam consigo propostas e estratégias inovadoras para a atualidade, seja para produtos ou serviços.

Além disso, também é comum surgir dúvidas a respeito do que elas realmente fazem, já que seu foco está em entregar valor para o mundo. Primeiro de tudo, uma startup busca gerar impacto por meio de algo inovador, e dessa forma, oferecer possibilidade de desenvolvimento.

Em outras palavras, são ideias que possuem grandes chances de darem certo! Caso consigam, acabam virando grandes players no mercado, sendo basicamente líderes em seu segmento.

Esse começo costuma chamar grande atenção de futuros investidores, o que é um fator crucial para a definição de uma startup. Milhares de empreendedores iniciam com esses tipos de negócios apostando em futuros investimentos para as ideias que propõem, e é uma prática bastante comum para quem deseja escalar através de uma startup.

Agora, para conseguir esses investidores, a proposta de valor precisa ser realmente diferenciada, e que foge do comum. Ou seja, precisa ser algo inédito, que some valor na vida das pessoas e que tenha bons indicadores de sucesso.

Quais são as principais características de uma startup?

Conforme dito no tópico acima, nem toda empresa que nasce no mercado, significa ser uma startup. Além do seu conceito, que já abordamos, uma empresa precisa seguir algumas características básicas para ser intitulada como uma startup. Vamos conferir quais são elas:

1. A empresa deve possuir escalabilidade

De forma geral, todas as startups são escaláveis, ou seja, possuem grande possibilidade de crescimento no mercado, tornando isso possível sem pesar suas operações. A escalabilidade em uma startup acontece porque são empresas que possuem inteligência tecnológica, e principalmente, digital. Dessa forma, a sua oferta pode ser oferecida ao cliente sem muitos gastos e esforços.

2. A empresa precisa ser repetível

Ser repetível significa basicamente que um mesmo serviço ou produto pode ser oferecido em larga escala, sem quaisquer tipos de limitações. Para que isso aconteça, a empresa deve oferecer aos seus consumidores uma oferta pouco customizável ou flexível. Já que a intenção é alcançar cada vez mais clientes, a necessidade de intensas alterações poderia atrapalhar as metas de vendas.

3. A empresa possui incerteza

Já que a definição de startup presume a questão de trazer algo completamente novo para o mercado, podemos entender que elas não possuem um caminho 100% certeiro rumo ao sucesso — justamente por oferecerem algo novo. Isso pode tanto dar certo, como também pode dar muito errado.

Mesmo que sejam propostas extremamente inteligentes e sólidas para o momento, não existem precedentes que possam garantir uma perspectiva de futuro positiva para a empresa.

4. A empresa deve ser inovadora

Conforme vimos até aqui, a inovação é a principal característica das startups. Isso porque elas oferecem serviços e produtos que são extremamente necessários, mas que nunca foram pensados anteriormente. Portanto, possuir uma oferta inovadora deve ser a principal característica de uma empresa que deseja ser lançada no mercado como uma startup.

5. A oferta da empresa deve causar disrupção no mercado

Caso você não saiba, o conceito da palavra disrupção é mesmo que “quebra de padrões”, ou seja, precisa ser algo que mude completamente a curva de um serviço ou produto oferecido no mercado há algum tempo — mediante ao que a concorrência está fazendo. A proposta da disrupção é justamente fugir daquilo que já é comum.

6. A empresa deve possuir inteligência digital

Por último, e não menos importante, uma startup precisa ser digital. Aliás, essa foi uma das principais características de uma startup apontada no vale do silício, no início dos anos 2000.

Na maioria das situações, grande parte dos negócios que são inseridos no contexto digital tendem a atuar pela web, não vendo necessidade de pontos físicos ou de deslocamento para prestar atendimento e qualquer outro tipo de solicitação. Em geral, são empresas totalmente digitais.

Leia mais: Metas SMART | O que são e como usá-las no seu negócio?

Qual a diferença entre pequenos negócios de uma startup?

Para entendermos ainda melhor o conceito das startups e a sua devida importância para o mercado, é bastante comum surgirem dúvidas sobre a associação delas com pequenos negócios.

Mesmo que seja uma dúvida plausível, percebemos uma diferença notória que torna as startups únicas: elas buscam trazer inovação para um segmento de mercado específico.

Vamos a um exemplo prático: se você busca abrir um hotel, o que vemos é mais um modelo de estabelecimento para hospedagens. Por outro lado, se você cria um aplicativo que faz a conexão de pessoas que buscam um lugar para ficar com locais de hospedagem, está gerando algo inovador para esse mercado.

Além de ser algo que nunca foi visto antes, há também a questão de ser um modelo de negócio completamente digital, já que dispõe de um app! Partindo desse exemplo, podemos citar uma startup no ramo da hotelaria que chegou ganhando bastante destaque no mercado, e hoje é uma das mais conhecidas e usadas no mundo inteiro: estamos falando do famoso Airbnb.

Leia mais: Os impactos da Inteligência Artificial no mercado da publicidade.

Conclusão

Conforme vimos, as startups são bastante diferentes das empresas convencionais. Em resumo, uma empresa ser lançada no mercado, ela precisa ser escalável, inovadora, digital, repetitiva, incerta e disruptiva.

Todos esses elementos definem uma empresa que deseja trazer algo completamente novo para um segmento de mercado, e dessa forma, mudar a relação que os consumidores têm com esse nicho. Portanto, atente-se às principais características para diferenciar uma startup de uma empresa comum!

E aí, gostou do post? Então, compartilhe em suas redes sociais!

Abrir conversa
1
Olá! 👋 Podemos ajudar?
Olá! 👋 Podemos ajudar?