fbpx

A metodologia OKR já era queridinha entre os gestores de muitas empresas. Nestes tempos de pandemia e maior necessidade de compartilhamento de metas e autogestão, a metodologia ganhou ainda mais força. Fizemos este conteúdo, que é um guia para você saber o que é OKR e como implementar na sua empresa.

Neste texto você vai encontrar:

  • O que é OKR?
  • Como funciona a metodologia?
  • Para que tipo de empresa se aplica?
  • Quais os benefícios de usar os OKR?
  • Como implementar na prática?

Leia mais: Gestão de projetos – Dicas para aplicar esse conceito na sua agência

O que é OKR?

OKR é a sigla de Objective and Key Results, e mais do que um nome para virar moda, é uma metodologia de gestão focada em objetivos e resultados, como a tradução do nome já denota.

Uma criação do ex-CEO da Intel, Andrew Grove, por volta do ano de 1970, que surgiu na efervescência das empresas de tecnologia do Vale do Silício, e é utilizada pelo Google desde 1990.

Podemos dizer que o OKR é uma forma de pensar a gestão de um negócio, por meio de uma fórmula, que define algumas metas em uma lista e aponta como será feita a métrica de acompanhamento para ver se serão atingidos ou não.

Ok, até aqui você pode pensar que não tem muita novidade, mas, mais adiante você verá que a forma como isso é feito é diferente dos modelos mais tradicionais.

Com essa metodologia os indivíduos são parte muito importante dos resultados e possuem um papel fundamental de responsabilidade em todo o processo.

Como funciona a metodologia OKR?

Se você está gostando da proposta até aqui, mas ainda não entendeu como ela se dá siga acompanhando o texto.

Primeiramente, precisamos esclarecer os conceitos mais relevantes da metodologia: objetivos e resultados-chave.

Objectives / Objetivos

São a direção para qual a empresa deseja andar e os responsáveis por direcionar a equipe. De um modo geral, eles são amplos, abrangentes e claros, e atuam para engajar. Alguns exemplos são:

  • Melhorar o relacionamento com o público;
  • Ser autoridade no setor;
  • Escalar o volume de contratos.

Essa é a primeira etapa. É preciso ter claro para quais objetivos a empresa trabalha, a próxima etapa são elencar os resultados-chave que serão usados para chegar até lá.

Key Results / Resultados-chave

Os resultados-chave são usados para tornar mensurável à distância para os objetivos propostos, ou seja, são metas menores que auxiliam a caminhada rumo ao alvo principal.

Podemos dizer ainda que são as metas secundárias. Eles precisam ser extremamente possíveis de ser mensurados de forma confiável e exata.

São metas que são desafiadoras, possíveis de serem medidas, específicas, atingíveis e que tenham um prazo determinado.

Alguns exemplos de resultados-chave são:

  • Responder 100% das mensagens dos clientes;
  • Fazer X prospecções a mais em X meses;
  • Alcançar a 1ª posição no Google em uma palavra-chave determinada.

Ou seja, para usar a metodologia OKR é preciso ter claro o que se pretende atingir e algumas ideias de como chegar lá, é claro que podem acontecer algumas mudanças ao longo do caminho, mas ter isso planejado é muito importante.

Para que tipo de empresa se aplica?

Como falamos, muitas empresas que hoje são gigantes das tecnologias utilizam a metodologia OKR, mas quando começaram a empregá-la ainda eram pequenas empresas com até 50 colaboradores, o que demonstra a elasticidade da sua aplicação.

A metodologia OKR visa atingir objetivos, e toda empresa tem essa prerrogativa, portanto cabe a muitos segmentos. Basta que os gestores estejam dispostos a descentralizar e confiar em seus colaboradores que estejam envolvidos no cumprimento das key results, proporcionando maior comprometimento de todos.

Mas, é importante que a cultura da empresa seja de compartilhamento de resultados e que a cultura de comunicação esteja estabelecida, só assim os colaboradores poderão abraçar a estratégia e trabalhar para alcançá-la com a clareza de estar indo para o local desejado.

Quais os benefícios de usar OKR?

Já mencionamos que é necessário que a empresa esteja pronta para compartilhar, e um dos benefícios que essa postura trará é a ampliação da mentalidade participativa, o que resulta em equipes mais coesas.

Além disso, por tratar-se de uma gestão objetiva, a tendência é que a produtividade seja ampliada e o estresse reduzido, resultando em melhorias no clima organizacional.

Com as metas claras e com prazos definidos é mais fácil manter a motivação em toda a equipe. Mesmo em empresas que adotaram o home office, a metodologia é eficaz, pois, traz caminhos objetivos para que a pessoa possa atuar à distância.

A metodologia OKR mitiga um dos possíveis problemas do home office, que seria a dificuldade de colaboração e falta de transparência nos objetivos e andamentos dos projetos.

Como implementar na prática?

Agora, que você entendeu o que é e quais os benefícios que podem ser alcançados, é hora de receber algumas dicas sobre como implantar o OKR na sua empresa.

1. Organize o ambiente e prepare a equipe

O primeiro movimento a ser feito, a fim de implementar OKR na sua empresa, é apresentar o conceito e integrar o seu time.

Mostre os benefícios para a equipe, explique a importância de ter objetivos definidos e mensuráveis.

Auxilie a equipe a se familiarizar com toda a metodologia e seus termos, seja o apoio para a curva de aprendizagem de todos.

2. Defina quais serão os objetivos

Seja com participação direta da liderança ou por meio de colaboração do seu time, é preciso definir os objetivos, que devem ser relacionados com as maiores metas da empresa.

A sugestão é que sejam escolhidos de 3 a 5 objetivos desafiadores para que a empresa como um todo busque alcançar ao longo do ano, além disso, estipulem também alguns objetivos por equipe ou área, que sejam trimestrais.

3. Determine os resultados-chave que vão enriquecer o objetivo

Com os objetivos definidos, o próximo passo é definir os key results que precisam ser claros, atingíveis e mensuráveis.

É importante lembrar que estamos falando de resultados e não de tarefas. Não são escritos em pedra, mas precisam ser o mais realista possível.

É neste momento também que são delegados os papeis para cada área e indivíduo na colaboração do todo.

Acompanhe, analise e revise

Reveja os resultados e se certifique de que realmente são ambiciosos e irão colaborar de forma significante para que o objetivo seja atingido.

Determine quando e quantos serão os feedbacks necessários para fazer o acompanhamento dos resultados, assim fica mais fácil identificar o quanto antes a necessidade de mudar a rota.

Toda estratégia e cultura precisa de ser constantemente visitada e reforçada. Por isso, é fundamental ter acordado quais serão os momentos de revisão e controle de resultados. Reuniões semanais para repassar objetivos costumam funcionar bem. Assim, fica ainda mais claro para o time entender onde precisam focar mais.

Ter uma cadência definida para analisar profundamente e entender quais os resultados estão próximos, quais não estão chegando, e onde estão os gargalos, é muito importante para manter a motivação e a clareza.

Um sistema muito utilizado entre as empresas adotantes do OKR é o de pontuação. Por exemplo, de 0.0-0.1, se sua pontuação está muito baixa é preciso buscar novos caminhos para chegar ao resultado, por outro lado, se está muito alta, o resultado-chave se prova pouco ambicioso.

E então, curtiu a metodologia? Acha possível adotar? Conte para nós nos comentários. Agora que você viu como é possível implementar a metodologia OKR em sua empresa, conheça mais sobre gestão: Conheça as principais características de um bom líder.

Open chat
1
Olá! 👋 Podemos te ajudar?
Olá! 👋
Podemos te ajudar?