fbpx

Quando vemos as chamadas para vestibulares e outros tipos de cursos, é normal encontrarmos a ideia de publicidade e propaganda. E não há problema nisso, é uma nomenclatura válida por serem assuntos próximos e os cursos, geralmente, abrangem os diferentes temas relacionados a ambos. Mas isso pode criar nas pessoas a ideia de que são sinônimos. Na realidade, existem diferenças claras entre publicidade e propaganda. Para auxiliar quem trabalha no ramo e quer ter uma conceituação melhor sobre as mudanças de uma para outra, preparamos este conteúdo.

A seguir, você entenderá de uma vez por todas as diferenças entre os termos e saberá se determinado assunto está relacionado mais especificamente à publicidade ou à propaganda.

Leia mais: Organograma | Como funciona a estrutura de uma agência?

Publicidade

Para começar, é importante passar pelos conceitos de um e outro, pois eles já deixarão bastante claro quais são as diferenças. Começando pela publicidade.

A publicidade pode ser definida como a forma utilizada para que algum serviço, ou mesmo um produto, seja divulgado ao público, A intenção principal é mostrar ao público determinado objeto (não necessariamente físico, que fique claro). Para isso, há técnicas específicas, as agências de publicidade são fundamentais pelo conhecimento que possuem.

Leia mais: Mídia online e offline | Conheça mais sobre os tipos de mídia utilizados no mercado da publicidade.

Código de Defesa do Consumidor regulariza uso da publicidade

Um aspecto importante, que vai ajudar a diferenciar em relação à propaganda ao longo do texto: a questão legal. Segundo o texto pertencente ao Código de Defesa do Consumidor, em seu artigo 36, a publicidade precisa ser identificada imediatamente pelo público.

Ou seja, assim que a campanha é veiculada, as pessoas atingidas precisam saber que trata-se de uma publicidade, a empresa ou grupo em questão tem que deixar claro o propósito comercial daquela peça, o intuito vendedor.

Sendo assim, a publicidade é, na prática, a veiculação de uma campanha, paga por alguém interessado em divulgar determinado conteúdo, com o objetivo de chegar até as pessoas com intenção de venda. Mas, pela lei, é preciso que fique claro o objetivo, como vimos em relação ao Código de Defesa do Consumidor.

Leia mais: 10 dicas de documentários para publicitários.

Propaganda

Conhecido o conceito de publicidade, no que a propaganda é diferente? Bem, isso é o que explicaremos agora. Mas, antes, convidamos o leitor a acompanhar outros textos de nosso blog, para saber ainda mais sobre o mundo da publicidade, da propaganda, da importância das agências e do trabalho profissional nesta área etc. Leia mais conteúdos e expanda seu conhecimento.

A propaganda também tem, como objetivo principal, influenciar as pessoas, isso é bastante claro. Porém, a forma é diferente em relação à publicidade.

A meta principal é propagar a ideia contida em determinado produto, influenciar mais pessoas a consumir, a acompanhar determinado conteúdo.

Diferentemente da publicidade, isso pode ser feito com viés mais claro. Sendo assim, a propaganda pode ter um discurso, um texto ou qual for a forma de publicação, mais carregado politicamente, trazendo uma ideologia por trás daquela ideia. Ou ainda, em questões religiosas ou sociais.

O que importa aqui é entender que a propaganda deixa de ser apenas a veiculação de um produto ou de um conteúdo em si. Ele passa a tentar atrair a compra por parte do público com a inclusão de um viés mais carregado, seja em qual aspecto for.

Para determinado produto ou ideia, valerá a pena tocar em aspecto político, em outro pode ser uma questão social ou religiosa. O ponto principal é que a propaganda não precisa se limitar à apresentação do conteúdo. A persuasão entra de forma mais clara aqui.

Leia mais: Conheça os diferentes tipos de agência que existem na comunicação.

Formas de diferenciar

Alguns pontos também ajudam a entender e diferenciar a publicidade da propaganda. Baseado nos conceitos apresentados acima, podemos afirmar, por exemplo, que a publicidade é paga, necessariamente. Afinal, é preciso criar uma campanha.

Ainda mais, hoje em dia, com tantas plataformas digitais e tudo mais, uma real campanha publicitária passa por um investimento mais amplo e que precisa atingir várias frentes para que mais pessoas sejam impactadas. Ou seja, há custos de produção claros.

Por outro lado, a propaganda não necessariamente precisa ser paga. Os responsáveis pelo produto podem até criar uma equipe, remunerada, para fazer o processo. Mas isso não é obrigatório.

Muitas vezes, o próprio público pode ser capaz de fazer a propaganda. Afinal, como o conceito básico é divulgação e propagação do serviço em questão, qualquer um que se sinta tocado por aquele produto pode fazer uma propaganda, mesmo que gratuita.

Inclusive, no caso da propaganda, é possível que ela seja negativa. Se alguém não gostar de determinado conteúdo de uma marca, pode ir até as redes sociais e fazer uma divulgação ruim, dizendo para as pessoas não comprarem e alertando sobre os problemas.

Na prática, portanto, a publicidade pode ser como a apresentação de um produto ou serviço, com objetivo comercial. A empresa apresenta o seu conteúdo e espera que, a partir dos pontos mostrados, o público se interesse em comprar.

A propaganda, por sua vez, é a forma utilizada para disseminar o conteúdo a partir de um pensamento e de uma ideia mais clara sobre ele em termos de qualidade e de pontos que estejam ligados a ele, seja com viés social, político etc.

Outra forma de diferenciar, e que deixa clara a diferença entre os conceitos, é pensar na origem das palavras, vindas do latim. A publicidade vem de publicus, que significa “tornar público”. Ou seja, a ideia principal é mostrar às pessoas que aquele produto existe e está disponível para ser comprado.

Propaganda, por sua vez, vem de propagare, que significa propagar. Sendo assim, a ideia deste conceito é pegar aquele conteúdo apresentado e atingir mais pessoas a partir de uma ideia sobre ele, fazendo isso com viés mais claro sobre suas características, qualidades e defeitos, aspectos sociais envolvidos etc.

Desta forma, podemos destacar as diferenças no conceito de publicidade em relação ao que é propaganda. Assim, fica clara a importância de cada aspecto, mostrando também, para os profissionais da área de publicidade, os limites entre os termos.

Gostou do post? Então, compartilhe em suas rede sociais!

Abrir conversa
1
Olá! 👋 Podemos ajudar?
Olá! 👋 Podemos ajudar?