fbpx

A rotatividade de funcionários é um dos aspectos que as empresas precisam tomar bastante cuidado e gerenciar de maneira assertiva. O seu capital humano é um dos seus principais ativos e, no fim das contas, é a sua equipe que toca o negócio. Por isso, neste texto vamos falar sobre como diminuir a alta rotatividade de funcionários dentro da sua agência.

Se a sua empresa passa pelo problema da alta rotatividade, este texto foi feito para você. Acompanhe nosso post até o fim!

Leia mais: Agência full service | Entenda como funciona na prática.

Alta rotatividade: sintoma de problemas que são anteriores

A alta rotatividade não é exatamente o problema da sua empresa. Na verdade, ela é a consequência de diversos outros fatores que fazem com que os funcionários não se sintam estimulados a permanecer na empresa, ou ainda não tenham a performance esperada, o que acaba levando a sua agência a ter que desligá-los.

A alta rotatividade de funcionários dentro da agência torna-se um problema relevante uma vez que contratar e demitir custam muito caro, não apenas em recursos financeiros, mas também em tempo e esforços da empresa.

Não se trata apenas do dinheiro das multas, direitos trabalhistas e outros benefícios, mas também o tempo que isso custa ao time de RH, a burocracia que desperdiça tempo dos profissionais e os processos seletivos para novos funcionários, que pode demorar e até mesmo ter dificuldades para encontrar um colaborador que valha a pena.

Isso, ainda, sem mencionar o período de treinamento e adaptação que os novos funcionários passam até conseguirem entregar seu melhor desempenho à agência.

O ideal é que os seus colaboradores permaneçam em uma longa jornada na agência, oferecendo o máximo de performance pelo maior tempo possível. Assim, a agência consegue reter talentos e prestar serviços de qualidade a seus clientes, ganhar entrosamento da equipe, criar um portfólio atraente e fazer melhores negócios.

Leia mais: 3 passos fundamentais para organização da agência de publicidade.

Os principais motivos da alta rotatividade na sua agência

Vamos entender quais são as principais circunstâncias que levam a sua empresa a ter um alto nível de rotatividade e quais as principais soluções para cada um destes problemas. Depois, traremos uma fórmula bem simples de como calcular o índice de rotatividade do seu empreendimento.

Salários insatisfatórios

Mesmo com uma economia em recessão e grande número de trabalhadores desempregados (mesmo com boa qualificação), se a sua empresa oferece um salário insatisfatório, o funcionário tende a perder o interesse no trabalho ou buscar melhores oportunidades na concorrência.

É preciso haver um equilíbrio interno e externo na remuneração de seus colaboradores. Internamente, os salários, comissões e bonificações devem atender a graus lógicos de hierarquia que incentiva o crescimento e a meritocracia. Externamente, os salários de seus colaboradores devem estar em sintonia com o que o mercado têm pago a profissionais do mesmo nível.

Ausência de um plano de carreira 

Agências de marketing são empresas nas quais a maioria dos profissionais têm a ambição de crescer, tanto profissional como financeiramente. Isso significa que eles visam um plano de carreira dentro do mesmo empreendimento, ganhando status profissional e recebendo melhores remunerações de acordo com seu desempenho.

Toda agência de sucesso no mercado hoje possui um plano de carreira. Ele pode ser baseado em tempo de serviço e ser combinado a benchmarks de performance que permitem ao colaborador escalar na cadeia organizacional do empreendimento. Em alguns casos, um colaborador de destaque pode até se tornar sócio da agência.

Sem um plano de carreira, os seus melhores profissionais podem se sentir estagnados dentro da empresa, perdendo a vontade de trabalhar e olhando “com mais carinho” para as vagas que a concorrência possa oferecer. Fazer plano de carreira ajuda a segurar as suas melhores cabeças.

Leia mais: Organograma | Como funciona a estrutura de uma agência?

Benefícios trabalhistas de qualidade 

Muitas empresas veem benefícios trabalhistas como um gasto desnecessário. Entretanto, se planejados e executados com estratégia, os benefícios trabalhistas podem ser um investimento de grande sucesso para manter seus colaboradores motivados, reduzir a rotatividade e proporcionar maior performance ao time.

Plano de saúde e plano odontológico atuam para que seus funcionários estejam sempre íntegros fisicamente, enquanto o vale-transporte e o vale-alimentação tornam a experiência de trabalho da sua equipe mais simples e satisfatória. Lembre-se que benefícios também costumam ser um fator de decisão para que bons profissionais fiquem em sua agência ou migram para outra empresa.

Ademais, estes benefícios podem não custar tão caro. Com acordos de pagamento parcial entre funcionário e empresa, a sua agência pode tornar a folha de pagamento menos custosa.

Motivação, seleção, capacitação e treinamento 

Uma agência de sucesso não apenas precisa ter bons profissionais, como precisa agir diretamente para ajudá-los a desenvolver o seu melhor potencial. Para isso, o setor de RH precisa agir não apenas como um agente burocrático, mas como uma equipe de desenvolvimento de pessoas.

Neste sentido, oficinas, workshops, palestras, dinâmicas e capacitações podem ser uma boa forma de modernizar e atualizar os conhecimentos de sua equipe. Com um processo bem feito de Onboarding, os seus novos funcionários também já entram na empresa aptos a entregar o melhor de si e trabalhar da melhor maneira possível.

Cabe ao RH também a dura responsabilidade de escolher os melhores candidatos dos processos seletivos. Ao fazê-lo, o ideal é não apenas considerar habilidades profissionais e o currículo do candidato, mas também fazer uma profunda avaliação comportamental para ver se aquele profissional está, de fato, sintonizado com os valores e características da sua agência.

Leia mais: Onboarding | Como implementar na sua empresa?

Condições dignas de trabalho 

Sem um ambiente decente, equipamentos de qualidade, direitos trabalhistas e uma boa relação entre pessoas, fica muito difícil para equipe entregar um bom resultado do trabalho. Neste sentido, para evitar a rotatividade de funcionários, faça com que a sua empresa ofereça aos funcionários as melhores condições de trabalho possíveis (de acordo com o orçamento disponível).

Consultas internas de satisfação podem ajudar a sua agência a entender melhor os anseios dos colaboradores, ouvindo suas queixas e elogios. Mesmo de um profissional com baixo nível hierárquico podem surgir ótimas ideias que o seu empreendimento pode aproveitar. Mantenha um bom diálogo com a equipe sempre.

Leia mais: Gestão de pessoas | Pense na sua agência como um todo.

Fórmula para calcular o índice de rotatividade da empresa

O índice de rotatividade (também chamado de Turnover) pode ser calculado a partir da seguinte fórmula:

[ (AM + DM)/2 ] / TF = TO

em que:

AM = admissões mensais

DM = demissões mensais

TF = total de funcionários

TO = índice de Turnover geral

E aí, gostou do post? Esperamos que as nossas dicas o ajude a diminuir o nível de rotatividade de funcionários dentro da sua agência.

Abrir conversa
Olá! 👋 Podemos ajudar?
Olá! 👋 Podemos ajudar?