fbpx

O tráfego pago é uma das principais ferramentas de marketing digital que pode ser muito útil em alavancar o acesso a sua plataforma online, seja um site, blog, comércio ou mesmo redes sociais.

Por meio de anúncios promovidos em diferentes plataformas digitais, é possível atrair mais pessoas que consumam o seu conteúdo, produto ou serviço.

Hoje vamos falar sobre o tráfego pago, como ele funciona e como você pode aplicá-lo para promover a sua marca na internet.

Leia mais: 11 estratégias de Marketing Digital para você utilizar nas redes sociais da sua empresa.

O que é tráfego?

A primeira coisa que precisamos entender é o que é tráfego, que é um importante conceito dentro do marketing digital.

O tráfego é o movimento dos usuários nas páginas da internet, o fluxo de visitantes que passam por ele todos os dias. Quando alguém acessa um site, ela está gerando tráfego. Ele pode ser entendido como a audiência de um site.

Isso pode acontecer de várias maneiras, pois há diversas maneiras de gerar tráfego para o seu site.

Mas qual é a importância do tráfego?

Um site, blog ou mesmo canal do YouTube que possua um bom tráfego tem maior capacidade de atingir um público-alvo amplo, de forma interativa e gerando maiores leads, conversões e, naturalmente, mais vendas.

É importante notar que o tráfego em si pode ser um fator de renda, pois é possível gerar receita por meio dos sites e blogs, como vamos te explicar neste artigo.

Leia mais: 5 dicas para melhorar o seu processo de qualificação de leads.

Diferentes tipos de tráfego

Como já mencionamos, existem várias formas de gerar tráfego para uma plataforma, os quais denominamos “tipos de tráfego”. Os principais tipos são os seguintes:

• Tráfego Orgânico – ele ocorre de forma espontânea, natural. Ocorre quando uma plataforma, digamos um site ou blog, possui um alto número de visitas voluntárias, originado do compartilhamento natural sobre as informações do seu site entre as pessoas

• Tráfego Pago – aqui existe uma estratégia para gerar tráfego para um site. Nesta modalidade, existe um investimento financeiro para gerar mais acessos a um site, permitindo maiores conversões.

Como este é o ponto central do nosso artigo, vamos falar mais sobre o tráfego pago e entender como incorporá-lo no seu plano de marketing.

O que é tráfego pago?

O tráfego pago, como já mencionamos, é uma estratégia de marketing que visa gerar cliques e atrair visitantes para uma plataforma, como site, blogs, marketplaces ou lojas online, com o fim de gerar maiores leads e conversões.

O que o diferencia do tráfego orgânico é que existe um investimento em promover esse aumento de tráfego para a sua plataforma, valendo-se de anúncios de publicidade na internet para atrair mais visitantes para o site. É uma forma de promover o seu conteúdo e os seus materiais e produtos para mais pessoas em menos tempo.

A logística é simples: o visitante chega à sua plataforma ao clicar em um anúncio publicado na internet, e você pode promover esses anúncios de diversas formas para que mais pessoas entrem em contato com o seu conteúdo ou produto. O objetivo é gerar cliques e atrair cada vez mais visitantes para que conheçam o que você tem a oferecer.

Essa é uma excelente estratégia de marketing digital e já vem sendo usada com frequência, se tornado um importante fator na competitividade de muitas empresas, sobretudo as que estão chegando agora no mercado.

Leia mais: Gerente de tráfego | Qual o seu papel dentro da agência?

Tráfego pago na prática

Já falamos que o tráfego pago trata de impulsionamento de anúncios na internet para atrair mais visitantes para o seu site ou plataforma, mas como isso é feito?

A primeira coisa a se atentar é que o seu investimento no tráfego pago deve fazer parte de uma estratégia de marketing digital, portanto é preciso ter um bom planejamento, acompanhar o seu desenvolvimento, fazer testes e analisar os resultados para gerar melhores resultados continuamente.

Então, qual é o seu objetivo com o tráfego pago?

Você pode querer divulgar a sua marca e ter mais visibilidade no mercado, ou conseguir mais seguidores nas suas redesgerar mais visitas ao seu site e mais leads e finalizar mais vendas, por exemplo.

Como existe uma grande competitividade na internet, muitas pessoas promovem os seus anúncios para que eles se destaquem nas pesquisas online, assim como para serem direcionadas para um público-alvo.

Vamos entender como funciona o tráfego pago na prática e todos os detalhes que podem fazer a sua estratégia ter mais sucesso.

Como é feito o tráfego pago

Como em toda boa estratégia de marketing digital, você precisa conhecer bem o público que você pretende atingir. Conhecer o seu público-alvo e saber onde encontrá-los é a melhor estratégia que você pode tomar para conseguir mais clientes e mais visitantes

Da mesma forma, é importante que sua marca tenha uma persona adequada, ou um tom de voz que se adeque ao seu público-alvo. Ou seja, suas campanhas têm que ter um objetivo e um conceito coesos, que faça sentido e que chame atenção.

Você pode elaborar uma campanha direcionada para o seu público-alvo, se orientando por diversas características como a idade, sexo, região e diferentes interesses dos seus consumidores.

Isso nos leva a questão do formato do seu anúncio. É importante notar que diferentes públicos reagem de forma diferente à diferentes formas de anúncio. Então, você deve explorar suas opções em relação aos seus anúncios, se serão feitos em formato de vídeo, texto, imagem, por meio do marketing de conteúdo etc.

São várias as técnicas que você pode adotar para tornar o seu conteúdo mais apelativo e conquistar mais visitas e leads para a sua plataforma, e isso pode ser feito com uma boa estratégia de marketing e com a geração de um bom conteúdo que atraia mais e mais pessoas para os seus anúncios.

Leia mais: Tendências de marketing e publicidade para 2021.

Onde gerar o tráfego?

Bom, você já entendeu o que é tráfego pago, para que ele serve e que há diferentes formas de alcançar o seu público. Mas onde está este público e onde estes anúncios vão ser publicados?

Como sabemos, o Google e as redes sociais são os sites mais visitados da internet, recebendo milhões – e até bilhões – de acessos todos os dias, e é nessas plataformas que você deve procurar promover os seus anúncios com o tráfego pago.

Existem várias plataformas que se destacam e cada uma pode exigir uma estratégia diferente, porque elas atraem públicos diferentes. Mas existem muitas vantagens em contar com essas plataformas, sobretudo porque elas oferecem diversas ferramentas que facilitam e maximizam os seus esforços com o tráfego pago.

A principal dela é o sistema de métricas que te permite ter acesso à todas as informações sobre o seu público, seu comportamento, sua reação aos seus anúncios, características pessoais, e ainda te fornecer dados suficientes para elaborar as suas estratégias e campanhas de marketing.

Mais que isso, te permite acompanhar e analisar o sucesso dos seus esforços e o retorno dos seus investimentos, o que é perfeito para acompanhar de perto o seu desempenho e identificar possíveis pontos de melhora.

É por isso que praticamente todas as marcas estão presentes nessas plataformas, pois por meio delas é possível atingir um público enorme e elaborar campanhas versáteis, interativas e que podem gerar um retorno enorme para o seu investimento.

Vamos falar sobre os custos de se trabalhar com o tráfego pago, mas, primeiro, vamos identificar as principais plataformas para você gerar tráfego.

Plataformas utilizadas no tráfego pago

1. Google Ads

A principal plataforma de anúncios utilizada para gerar tráfego é o Google Ads, que é uma plataforma do Google exclusivamente para anúncios.

Com o Google Ads você consegue ranquear a sua página nos resultados de pesquisas feitas no site. Ranquear quer dizer que sua página vai aparecer logo nos primeiros resultados quando alguém buscar por questões relacionadas ao tipo de conteúdo que você produz ou o tipo de produto ou serviço que você oferece.

Existem várias estratégias que podem te ranquear e te trazer um bom resultado em tráfego de forma orgânica, se utilizando de boas técnicas de SEO, por exemplo. Mas, com o tráfego pago, o seu site vai aparecer primeiro nos resultados do Google, com aquela etiqueta “Ad”, antes de todos os outros resultados.

Um ponto que destaca o Google Ads é o seu sistema de métricas, que te permite analisar e acompanhar os seus anúncios e a sua performance, de dando importantes detalhes que podem fazer toda a diferença na sua estratégia de marketing digital.

Outra foram de trabalhar com o Google é por meio do AdSense, que serve para publicar um anúncio em páginas parceiras do Google, ampliando ainda mais a sua rede de captação de tráfego, porque o seu anúncio vai aparecer em inúmeros sites para muitas pessoas que se interessam pelo assunto.

Já percebeu que, quando você procura por um produto, você acaba recebendo vários anúncios sobre produtos parecidos? É o que acontece com o AdSense. Seu anúncio vai aparecer para as pessoas que já pesquisaram termos parecidos com os que definem o seu conteúdo ou produto.

2. Facebook Ads

Como já comentamos, as redes sociais estão entre os sites mais visitados no mundo todo, por isso é praticamente impossível ignorá-las quando falamos em estratégia de marketing digital e em tráfego pago.

Assim como o Google, o Facebook conta com o Facebook Ads, que é a ferramenta usada para publicar as postagens patrocinadas na rede sociais e as promover entre os seus usuários.

Aqui, as recomendações dos anúncios acontecem de acordo com o nicho, gosto e preferências de cada usuário da rede, e o próprio Facebook Ads conta com ferramentas para que você possa direcionar seus anúncios de forma segmentada para a sua audiência.

3. Instagram Ads

O Instagram é a rede social que mais cresce em usuários e em negócios realizados, porque a plataforma se tornou uma excelente via para gerar tráfego e conseguir mais leads e conversões. A plataforma conta com 1 bilhão de usuários ativos por mês!

Se você ainda não sabia, o Instagram pertence ao Facebook, e acabou por se tornar uma das principais plataformas de publicidade do mundo. Por contar com diversas ferramentas e um público vasto, anunciar no Instagram é uma das melhores coisas que você pode fazer.

Você pode criar anúncios em imagem e vídeo em diversos formatos, inserir links e textos e ainda contar com um Gerenciador de Anúncios, que é o gerenciador do Facebook! Você pode usar a mesma conta no Facebook Business para promover os seus anúncios nessas duas plataformas.

São várias as formas de direcionar o seu anúncio: você pode determinar para o tipo de aparelho (computador, smartphones etc.) seu cliente usa, ou determinar que sejam promovidos para usuários em determinadas localidades, entre várias outras opções de segmentação que podem te ajudar a ter uma campanha de maior sucesso no Instagram e no Facebook.

Leia mais: Anúncios no Facebook e Instagram | Tudo o que você precisa saber.

4. YouTube Ads

Outra plataforma de grande potencial é o gigante YouTube, que conta com o YouTube Ads como ferramenta para gerenciar e promover os seus anúncios.

É por aqui que você direciona os seus anúncios, que aparecem dentro dos próprios vídeos do YouTube ou como sugestão.

A vantagem é que os anúncios em vídeo chamam muita atenção e têm uma grande taxa de conversão, e você conta com as mesmas ferramentas de segmentação para orientar seus anúncios e atingir o público que você deseja.

5. LinkedIn Ads

O LinkedIn é a melhor opção se você possui um negócio bussiness to bussiness (B2B), porque esta é uma plataforma voltada aos negócios, e conta com diversas ferramentas para promover os seus anúncios.

Você pode contar com anúncios na Timeline (Conteúdo Patrocinado), na barra lateral dos textos do site (text ads) ou por meio de e-mails, com os e-mails patrocinados.

É claro que o LinkedIn também conta com opções para segmentar a sua campanha e melhor orientar a sua campanha de marketing digital. Por exemplo, considerando que esta é uma rede de contatos profissionais, é possível segmentar os seus anúncios por função, nível de experiência, ramo da profissão, tamanho da empresa e muitos outros.

6. Bing Ads

Apesar de o Google dominar enquanto site de pesquisas, o Bing também se destaca, sendo o segundo site de pesquisas mais visitados do mundo, e é uma parceria entre a Microsoft e o Yahoo que está sempre em desenvolvimento.

Funciona nas mesmas bases que o Google Ads e você não terá dificuldades em criar anúncios e segmentar a sua promoção.

Os custos do tráfego pago

Bom, o que diferencia o tráfego orgânico do pago é que este segundo é… pago. Você precisa fazer um investimento para promover os seus anúncios e gerar mais tráfego.

Essa é uma parte importante da sua estratégia de marketing, porque é importante que você invista com sabedoria para ter o retorno desejado com este investimento.

É preciso entender uma coisa importante: existe uma grande quantidade de anunciantes e de anúncios em todas as plataformas da internet, simplesmente porque tem muita gente anunciando na internet, pois esta é uma estratégia essencial para praticamente qualquer setor do mercado.

Dessa forma, os anúncios são escolhidos numa espécie de “leilão” entre as pessoas que desejam anunciar.

O tráfego pago funciona de duas formas: CPC (Custo Por Clique) e CPM (Custo por Mil Impressões). No CPC, o foco está em conseguir cliques no seu anúncio, enquanto no CPM é voltado na exposição do anúncio.

Optar por um ou outro vai depender da sua estratégia e de como você pode e quer alcançar o seu público-alvo. Vamos entender melhor cada uma dessas modalidades;

CPC – Custo por Clique

O CPC é o custo por clique. Funciona da seguinte forma: você paga a cada vez que seu anúncio for clicado por alguém, ou definir um preço máximo de orçamento e manter a sua campanha ativa.

Dessa forma, sua campanha pode acumular o máximo de cliques que este valor máximo permitir.

Esta é uma estratégia para quem quer levar mais tráfego real e mais orgânico para as suas plataformas, e é a melhor opção para empreendedores que possuem um valor de investimento definido para colocar no tráfego pago.

A estratégia do CPC pode ser subdivida em duas categorias: a automatic bidding e a manual bidding. “Bidding”, do inglês, se refere ao “lance”. Vamos entender melhor:

• No Automatic Bidding, o lance é automático e o valor é estabelecido diariamente, considerando a cotação dos lances para determinados anúncios

• Já no Manual Bidding, o valor estabelecido só será pago quando o anúncio for clicado por alguém

CPM – Custo por mil visualizações

O CPM é mais recomendável para aqueles que querem aumentar a visibilidade do seu empreendimento ou plataforma, para posicionar o seu negócio no mercado.

A sua cotação funciona da mesma forma que o CPC, por meio do leilão, mas o anúncio é promovido de forma diferente. Seus anúncios serão expostos na plataforma que você escolheu no feed de notícias dos usuários, dando mais visibilidade, e não está relacionada a quantidade de cliques que ele pode receber.

Essa é uma excelente forma de começar com uma estratégia de marketing digital para o seu empreendimento, porque você pode gerar visibilidade e atrair mais pessoas para a sua plataforma, gerando mais tráfego orgânico e se posicionando no mercado enquanto uma marca atuante.

Por que é tão importante investir no tráfego pago?

Você deve estar se perguntando: realmente vale a pena? A resposta é SIM, vale a pena investir em tráfego pago. Num cenário tão competitivo como o que existe na internet, o tráfego orgânico pode não ser suficiente para garantir que seu negócio realmente decole ou se mantenha forte.

O marketing digital é a melhor forma de conseguir bons resultados na internet e uma boa estratégia é tudo que você precisa para se destacar e, agora que você já entende mais sobre como funciona o tráfego pago, você pode melhor avaliar como ele pode ser importante.

Então, por que ele é tão importante?

Divulgação de ações específicas

Utilizar o tráfego pago não precisa ser uma estratégia constante do seu empreendimento, então você não precisa, necessariamente, separar um orçamento mensal para promover seu conteúdo na internet.

Noutro lado, você pode utilizar para promover produtos, ações ou conteúdos específicos, campanhas publicitárias ou reforçar a visibilidade do seu conteúdo em determinados períodos, lançar novos produtos e muito mais.

Ou seja, o tráfego pago é uma das partes que você deve considerar no seu marketing e cabe a você escolher quando usá-lo, pois existem vários cenários em que estas estratégias podem te favorecer.

Leia mais: Principais tendências de branding para 2021.

Aumentar a visibilidade

O maior desafio das empresas e sites online é conseguirem se destacar quando há um cenário de grande competitividade e, muitas vezes, o que falta é ter uma boa visibilidade.

Manter o nome do seu negócio no topo das pesquisas e ter uma boa presença online por meio do tráfego pago é uma excelente estratégia para solidificar a sua marca e se manter relevante diante da competição.

Mais conversões

O tráfego pago é uma excelente opção para direcionar o seu conteúdo e os seus produtos e serviços para as pessoas que já estão decididas que precisam deles, então esta é uma forma de impactar os leads da sua marca.

Existem algumas etapas pela qual o consumidor passa para finalmente realizar a conversão em vendas e, muitas das vezes, as pessoas que pesquisam por um item ou serviço já estão na fase final desse funil de vendas.

Com uma campanha de marketing bem direcionada e um conteúdo atrativo e bem elaborado, é possível atrair clientes que estão literalmente procurando a solução que você está oferecendo, porque ela geralmente pesquisa por aquela solução na internet. Tudo que eles precisam é te encontrar, e é por isso que a sua visibilidade é tão importante.

Melhorar a sua reputação perante o Google

Já comentamos sobre como ocorre um ranqueamento nos resultados das pesquisas do Google que direciona os conteúdos de acordo com o que a pessoa procura e que é possível trabalhar com este algoritmo para garantir que a sua marca ou plataforma apareça bem ranqueado entre estes resultados.

Uma forma que o Google consegue identificar o seu site como um site útil e interessante para aqueles que estão procurando por temas relacionados ao seu conteúdo, produtos ou serviços, é pela quantidade de tempo que as pessoas passam nesse site.

Esta é mais uma razão pela qual você precisa de uma estratégia de marketing digital bem direcionada, um site agradável para o usuário e entregar um bom conteúdo para a pessoa que vai ao seu site, garantindo um bom ranqueamento.

Gostou do post? Então, compartilhe em suas redes sociais!

Abrir conversa
1
Olá! 👋 Podemos ajudar?
Olá! 👋 Podemos ajudar?