fbpx

Você já ouviu falar sobre Lovemark? Calma, esse termo é relativamente novo e foi cunhado por Kevin Roberts em seu livro Lovemarks: O Futuro Além das Marcas.

O termo vem da junção de love (amor) e mark (marca), ou seja, se refere ao amor pela marca que alguns clientes têm. No entanto, nós não estamos falando daquele amor ameno e controlado. Estamos nos referindo a uma paixão avassaladora que alguns clientes têm com relação a algumas marcas.

Isso ocorre quando as empresas criam uma relação tão profunda com seus clientes que isso transcende a antiga relação entre empresa e cliente. Chega a um ponto que o próprio produto comercializado perde parte da importância, pois independente do que for para as prateleiras, os clientes apaixonados vão querer!

Leia mais: Estratégia de branding | Gestão de marca.

O que uma lovemark deve ter?

De acordo com o criador do termo, para uma marca alcançar esse ponto na relação com seu cliente, ela precisa entregar três elementos: sensualidade, intimidade e mistério. O primeiro elemento deve ter causado alguma estranheza. Afinal, como uma marca consegue ser sensual? E ela consegue alcançar esse feito quando ela estimula todos os sentidos de seus clientes.

O segundo elemento é a intimidade e também é muito importante para essa relação com a marca e essa conexão tão forte. Essa intimidade é construída através de toda a comunicação da marca com seus clientes e claro, todo o compromisso que a marca assume em sempre entregar o melhor para quem confia tanto em seu trabalho.

Por fim, mas não menos importante temos o mistério. Afinal, toda relação precisa de um pouco de mistério para manter sempre aquele frio na barriga e aquela expectativa. As marcas conseguem fazer isso de várias formas diferentes, sempre com o intuito de surpreender seu público e emocioná-lo.

Uma marca que consegue cumprir com esses três elementos e cria uma relação real com seus consumidores, facilmente alcança o status de lovemark.

Quais as vantagens de ser uma lovemark?

Agora que você sabe o que é uma lovemark e o que é preciso para criar uma, vamos à próxima questão: qual a vantagem em se tornar uma lovemark? Se lembra do que mencionamos acima? Quando se alcança esse patamar, a marca conquista clientes que são completamente apaixonados pela marca. E nesse nível, eles não agem de forma racional.

E claro, isso tem um ótimo reflexo nas vendas e no lançamento de todas as novidades. Isso porque a lealdade desse tipo de cliente é muito diferente dos clientes “normais”. Há muitas vantagens em se tornar uma lovemark, outro ponto é que isso fortalece a marca de forma inexpressiva. Pois, além das propagandas que a própria empresa promove, os amantes da marca por si só, estão sempre pregando sobre a marca e o quão boa ela é.

Isso, sem mencionar o status que a empresa ganha quando se alcança o patamar de lovemark. Aumenta-se rapidamente a demanda pelos produtos da empresa, pois todos querem obter o produto de uma marca que é tão popular.

Como construir uma lovemark?

Nós já citamos os elementos que são indispensáveis para uma lovemark, mas vamos ir um pouco mais além nesse processo de construção para que você consiga começar agora mesmo as mudanças aí na sua empresa.

Invista na relação com seus clientes

Para alcançar o patamar de lovemark o relacionamento com seu cliente é um dos pontos mais importantes. Ele é o principal ator para criar essa conexão e proximidade entre marca e empresa. Por isso, pense com cuidado e atenção em toda a jornada do seu cliente e em todos os momentos em que ele tem contato com a marca e com os vendedores.

Preze por entregar sempre o melhor atendimento, pois isso já garantirá um grande diferencial para a marca. E o relacionamento com o cliente é crucial para a intimidade, que é um dos elementos chave para uma lovemark.

A emoção sempre em primeiro lugar

Em uma relação apaixonante não há espaço para razão, por isso, é importante que as marcas foquem no máximo em tocar a emoção de seus clientes de todas as formas possíveis. Só assim ela conseguirá ser sensual e estimular todos os sentidos de seu público. É claro que é muito difícil fazer isso em uma única vez.

Por isso, é importante que a marca possua um planejamento de campanhas bem pensado, levando em consideração inclusive os sentidos que serão ativados em cada ação. Assim, será possível evoluir nessa relação, trabalhando um ou dois sentidos a cada oportunidade.

Estimule a curiosidade

Lembra do mistério, que é um dos três elementos para uma lovemark? A melhor forma de criar esse mistério é estimulando a curiosidade de sua audiência. Isso pode ser feito com uma nova campanha, o lançamento de algum novo produto e até mesmo com relação a uma campanha ou promoção da marca. O importante é instigar os clientes e criar neles essa expectativa.

Entretanto, é importante que essa expectativa seja atendida. Por isso, pense bem em todas as ações que criar, para entregar sempre o melhor para seus clientes.

O novo perfil de consumidor

Os consumidores da atualidade não compram necessariamente o produto. Na verdade, ele está mais interessado no que a marca representa, não apenas no que ela vende. Por isso, a experiência do cliente tem sido cada vez mais valorizada e buscada. Porque é isso que os consumidores desejam, ter uma experiência de compra singular. E as lovemarks são famosas por conseguir entregar isso com excelência.

Por isso, o atendimento e todo o relacionamento com o cliente deve ser pensado com tanto cuidado. O novo consumidor é informatizado, ele sabe que consegue encontrar um mesmo produto em diversos lugares e por preços variados. Ou seja, é preciso algo a mais para conquistá-lo, pois se ele entrar na loja ou site e não gostar, ele irá simplesmente sair e procurar outro local.

A boa notícia é que o novo perfil de consumidor ama lovemarks. Então, se você conseguir alcançar esse patamar, não terá problemas com sua clientela. Então, pegue nossas dicas e comece agora mesmo a transformar sua marca em uma lovemark!

E aí, gostou do post? Então, compartilhe em suas redes sociais!

Abrir conversa
1
Olá! 👋 Podemos ajudar?
Olá! 👋 Podemos ajudar?